quinta-feira, 24 de março de 2011

A Epiderme e seus Tipos de Células

A epiderme apresenta 4 tipos de células :

Queratinócitos


São as células mais numerosas da epiderme.São as que se tornam queratinizadas.O processo de queratinização possui etapas nas camadas da epiderme :


  1. Camada Basal : queratinócitos possuem tonofilamentos.
  2. Camada Espinhosa : continua a síntese de tonofilamentos, que se agrupam em feixes de tonofibrilas.Início da síntese de querato - hialina.
  3. Camada Granulosa : grande acúmulo de grânulos de querato - hialina.Verdadeiro processo de queratinização : ocorre ao período entre a saída de células da camada granulosa e entrada na camada córnea.Aos grânulos de querato - hialina se combuinam com as tonofibrilas, convertendo - as em queratina.Esse processo envolve a decomposição do núcleo e das organelas e o espessamento da membrana celular.
  4. Camada Córnea : células queratinizadas, que sofrem descamação.


Melanócistos


Células do citoplasma globoso, com núcleo central e irregular, situadas geralmente nas camadas basal e espinhosa, com prolongamentos dentríticos dirigidos para a superfície da epiderme.
No seu interior ocorre a síntese da melanina, pigmento de cor marrom escura.

O processo de síntese de melanina consiste em :

- A tirosina é transformada em 3, 4 - diidroxifenilalanina ( DOPA ) pela enzima tirosinase;
- A DOPA, também sobre ação das tirosinas, produz DOPA - quirona, que, após uma série de transformações, resulta a melanina.

Obs: a tirosinase é sintetizada a nível de REG e acumulada em vesícula chamadas pré-melanossomas. Com o acumulo de melanina, essas vesículas passam a se chamar melanossomas e, ao fim da síntese, recebe o nome de grão de melanina. A partir deste grão, o pigmento é injetado no interior das células epiteliais e se localizam em posição supranuclear, onde oferecem máxima proteção ao DNA contra a radiação ultravioleta. Quando não existe atividade tirosinática, não há síntese de melanina: é o que ocorre nos casos albinos.


Células de Langerhans


Células ramificadas de citoplasma claro, que podem ser evidenciadas através da impregnação pelo cloreto de ouro.
Estão localizadas entre os queratinócitos, em toda a epiderme, porém, são mais freqüentes na camada espinhosa.
Fazem parte do sistema imunitário, podendo processar e acumular na sua superfície os antígenos cutâneos, apresentando - se aos linfócitos.
Participa do desencadeamento de reações de hipersensibilidade por contato cutâneo.


Células de Merkel


Célula epidérmica modificada, localizada na camada basal, e geralmente presentes na pele espessa.
Caracteriza - se pela presença de grânulos citoplasmáticos.A base desta célula  esta em contato com terminações nervosas, e por isso, é tida como mecano - receptor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário